30/06/2007

Momento

No outro dia um amigo meu, um gajo que sempre foi bem educado, passou-se da cabeça e perante um numero significativo de “gente mal fodida” disse alto e a bom som e com todas as letras:

Ide-vos foder sim!?

Como é que alguém pode ser tão mal educado e ao mesmo tempo tão certeiro nas palavras?

É que às vezes também me apetecia dizer uma coisa assim…

Sem mais assunto...


Os comentários ordinários seguem dentro de momentos….

29/06/2007

O meu pc

pifou.


Tipo: nem arranca, não dá imagem e não faz nadinha. Cabrão.

Quem me manda comer em cima dele han?
Quem me manda trata o bicho daquela maneira pouco simpática?

Quem manda?

Preciso de um Tecnico de Informática, daqueles que façam milgares.
Mande curriculo para este post.
Obrigada!

27/06/2007

Hoje é assim que me sinto depois de comer...



ora deixa cá ver:

2 barquinhas
1 bolo de feijão


Arrependi-me no fim do bolo de feijão. Mas já não fui a tempo de deixar de pecar.

Hoje eu vou fazer


O que é o Ciclismo RPM? Perguntam vocês...
O Ciclismo RPM é um programa que simula a atmosfera do ciclismo de rua em um ambiente grupal de circuito fechado, através da metodologia intervalada Fartlek do sistema Les Mills.
O que significa RPM?
A sigla RPM vem da expressão em inglês "Raw Power in Motion" que traduzimos aqui como "Força Bruta em Movimento".
Qual é a distância percorrida em uma aula de Ciclismo RPM comparada com o ciclismo de rua?
Considerando as diferenças entre os modelos de bicicletas (comprimento do pé-de-vela, diâmetro da roda, etc.) e as diferenças entre os tempos das músicas entre um Mix e outro, podemos afirmar que a distância percorrida em uma sessão de RPM está compreendida entre 30 e 40 Km.

Daqui a uns tempos estou feita um ANIMAL!

Assim




Procurei uma imagem que pudesse ter alguma parecença com o sitio que imaginei que pudesses estar agora. Quis o meu sonho que estivesses num sitio calmo e onde te sentisses bem. Foi algures num sitio assim entre estrelas, nuvens, paz e serenidade que te vi hoje. Em sonho. Porque não pode ser de outra maneira.

Comunicado

Durante o ano todo não sou gaja de ter muito trabalho mas chega a esta altura do ano e fico carregada de trabalho. Por este motivo tenho cá vindo com menos assiduidade que de costume para grande pena minha. Porque assim não me vou rindo a todas as horas, um bocadinho.

Não quero comentar o que quer que seja do que se passou porque a idade não perdoa e não me canso com o que não vale a pena porque a fase da aceitação já foi há anos e agora só me dou com quem quero e a mais nada, sou obrigada.

Não há fim de blog nenhum nem eu permitia tal coisa porque eu sou daquelas que no que faço seja brincadeira ou não, não desisto com facilidade e tanto no amor como na vida serei assim. Há gente que faz de mim mais importante do que eu sou e é também a esta gente que eu devo muito daquilo em que me tornei. Obrigada!

O blog continua, cheio de saúde, com muito amor e amizade para dar, cagando e andando enquanto os cães ladram e a caravana continua a passar.
A malta que quer opinar pode continuar a fazê-lo porque ainda há palhaços que me fazem rir tal e qual como os do circo chen. Até mais. É que sempre fui adepta mais dos malabaristas do que dos palhaços. As minhas costas continuam largas e são ainda muitas as vezes que me atiro para o chão a rir.

O blog muda quando a malta quiser... qualquer dia pode ser ás cores ou ás riscas ou até as pintas. Isso depende do que vier á cabeça de quem lhe mexer porque aqui nós somos o que nos apetecer. Aqui impera o "Quero, posso e mando" e mesmo assim conseguimos dar-nos todas bem sem qualquer conflito ou atrito. Assim ou assado. Ás vezes até cozido nos rimos à gargalhada!

O blog não é passível de ser gerido nem de ter o raio que o parta. Se assim fosse era a Inês que o geria com o que aprendeu na faculdade. Eu não era de certeza. Aqui não há poleiros nem estratégias de coisíssima nenhuma. O blog aqui serve só para nos divertir, para tirar o stress do dia a dia. Este blog tem tantos fins quantos os que nós quisermos. Não dá nem dinheiro nem protagonismo nem posição social nem tachos.
Esta é a nossa filosofia e não, não reunimos em assembleia geral ordinária porque nos faltou quorum. A Juka e a Inês estavam armadas em parvas e foram de férias. Meteram os dias aqui no blog e bazaram. Que inveja!



O Blog segue dentro de momentos...

Hstórias de Encantar...

A Raposa e o Corvo

O Corvo apanhou um queijo, e com ele fugindo, se poisou sobre uma árvore. Viu-o a Raposa, e desejou de lhe comer o seu queijo: e pondo-se ao pé da árvore, começou a dizer ao Corvo:

- Por certo que és formoso, e gentil-homem, e poucos pássaros há que te ganhem.
Tu és bem disposto e mui galante; se acertaras de saber cantar, nenhuma ave se comparará contigo.

Soberbo o Corvo destes gabos e desejando de lhe parecer bem, levanta o pescoço para cantar; porém abrindo a boca, caiu-lhe o queijo.

A Raposa o tomou e foi-se, ficando o Corvo faminto e corrido de sua própria ignorância.


Moral da história: muitas vezes o facto de não ter asas não é um impedimento para voar

26/06/2007

O que se passa?

Acho que estou um bocadinho fora!!! Até os nomes dos colacoradores desapareceram. Alguém me pode dizer o que é que está a acontecer ao nosso blog???

Visitantes

Alguém me pode explicar porque é que de repente o n.º de visitantes voltou a zero??? Ou será que já deu a volta...

25/06/2007

Momento II

Vivermos como nos apetece sem pôr em causa os nossos objectivos de vida é uma grande prova de maturidade. A nossa infância é sempre boa de relembrar, mas não é mais do que uma etapa lúdica e pouco produtiva do nosso amadurecimento. Uma mão cheia de recordações felizes.

Temos que surpreender as nossas amizades (e quem nos quer bem) com anexos novos no nosso desenvolvimento intelectual para continuarem a gostar de nós. Ser-se previsível é o maior inimigo da criatividade sentimental (e das outras todas). Entendes?

Para finalizar digo-te apenas que penses na melhor maneira de viveres a tua idade em pleno, da melhor forma possível. No assumir é que está o ganho.Guarda a tua infância num álbum de boa tiragem, a tua adolescência numa prateleira acessível e age, interage, sê, vive, borra-te, na tua condição mais preciosa de ser quem és. É o que faço. Ou tento. Todos os dias.

Momento I

Um homem também é aquilo que escolhe não ser, ainda que o seja para o resto da vida...

24/06/2007

No outro blog

A administração do Blog resolveu pegar num post de outro blog da topázio e postar aqui.

Recomeço...
Ora recomeçemos...

Já que um súbito complexo de inferioridade fez com que alguém usurpasse um espaço que, em tese, seria de todos (um blog de amigos de longa data não terá por objectivo principal manter a proximidade e o contacto entre todos?), a criação de um outro blog apresentava-se como inevitável!!! Louvo pois o nosso amigo Carlos por manter a vontade de nos ter "perto" dele apesar de, como sabemos, ter sido a principal vítima do ataque do estrogénio!!!
Um alerta para os utilizadores desta nova Topázio: se queremos ser como acho que somos não devemos "fechar" esta sala a ninguém e entre quem entrar será sempre bem-vindo, pelo menos enquanto as suas intenções forem pura e simplesmente comunicar...

Assim, e para terminar, um desejo sincero: LONGA VIDA À TOPÁZIO!!!
Publicada por pachulico em 6/20/2007 09:22:00 PM


Depois comentarei este texto.

Nota: Recomecemos escreve-se com um c sem a cedilha.

23/06/2007

Que mania tenho eu de meter textos ordinários... CREDO!

How do I introduce cunnilingus to my partner? When you introduce your partner to cunnilingus, go softly. Kiss the outer lips of her vulva without inserting your tongue
What are the most common mistakes? A common mistake many men make is licking the clitoris too soon, before the proper teasing has been done. Remember to take your time. Using the same pattern on the same spot can get boring. Try to be creative if you know a certain technique that drives your woman wild with excitement, try to bypass it and come back to it later. This will drive her crazy. Keep licking the clitoris for about 15 minutes. Once she becomes very excited, its important to keep a steady consistent movement. This can assist her in reaching higher levels of pleasure.
Although the PC muscle is interwoven with and surrounded by four other sets of pelvic muscles, it is the master muscle of the pelvis muscles. When healthy and fit, it holds a taut straight line. When its weak, the PC and the pelvic organs it supports tend to sag, which can lead to urinary incontinence and other sexual problems.

Obrigada Rititi

“Imagino quão triste seja viver escondido, com medo à vida, sobrevivendo com o rabo entre as pernas e o olhar posto no amor que nunca chegou, nas aventuras que não sucederam, nos orgasmos que se fingiram, na existência sonhada e que por cagaço, preguiça, covardia, parvoíce, snobice, mariquice, ou o raio que os parta, nunca se teve...Deve ser fodido morrer sabendo que algo melhor podia ter oferecido…”

“Porque é mais fácil ficar-se de braços cruzados, cuspindo ódios de merda, a levantar-se da cadeira, dar um murro na mesa, lutar pelo que se ama, fazer que nos admirem, não desistir à primeira.
Bora lá ser mesquinho, escondido do mundo, sem se atrever a dar a cara…?”


“…com os seus amiguinhos, os seus jornaizinhos, os seus bloguinhos, as suas conversinhas sempre à volta do mesmo cafezinho mais a sua água das pedras..”

“…o que não perdoa este pais é que alguém dê o salto, que se case com quem ama, que se ria à gargalhada, que dê a volta a esta merda toda e, sobretudo, que seja feliz.”

“E se estamos a falar de uma mulher, então multiplica-se por mil esse olhar de cão sarnoso, esse ladrar pelo baixinho. Porque o que uma gaja não pode fazer, ou ousar a sonhar, para essa manada de provincianos mal formados que nunca saíram do buraco em que foram metidos, é ser livre, beber, mandar quecas, escolher a vida que quer levar, escrever o que lhe sai del mismísimo coño, ... , agarrar a vida pelos cornos e olhar para a morte sem medo a ficar paralisada”


“O que se deseja … é que a mulher tenha vergonha na cara e não ande por aí exuberante e com a cabeça bem levantada, feliz nos seus êxitos e amores bem vividos.
Para que? Para que eles, os que nunca saem de casa, os que se escondem ... , não se sintam incomodados com a vida de merda que por medo, ignorância, comodismo e muita falta de amor-próprio não se atreveram a viver"


Sinto-me muito invejosa de não ser autora destas palavras que estão mesmo a calhar...
Post muito antigo de um dos melhores blogs da blogosfera.
Tudo em www.rititi.com

Para Ti...

Existe uma luz entre os teus e os meus olhos... já te tinha dito.
Existe uma certeza que sabes explicar muito melhor que eu...
Hoje descobri que me sinto muito bem quando tu estás e tens uma disposição que me contagia e me faz pensar que afinal ainda vale a pena acreditar nas pessoas.
Não existe mais noite, apenas esta vontade de voltar a ver-te outra vez!
E eu, estava capaz, de voltar a tocar nas tuas mãos e dizer-te que, por alguns segundos, me roubaste a alma no tempo do tempo em que entrelacei a minha mão na tua e existiu ali um brilho entre os meus e os teus olhos!



Nota: podem criticar com fartura que este é do mais lamechas que há, tipo revista Maria, do pior mas apeteceu-me. Há pessoas que merecem... e eu hoje estou assim...

Frases...


"Nunca a alma humana surge tão forte e nobre como quando renuncia à vingança e ousa perdoar uma ofensa."

22/06/2007

Lua

Pois é! Quem diria...
Foram inúmeras as vezes que me atormentaste o juízo por querer pôr este lindo nome à minha filha. E agora até aposto que te estás a deliciar com ele.
A vida realmente é engraçada e agora que lia alguns posts teus não pude deixar de me lembrar de tantos momentos em que dizias que eu não era boa da cabeça, que só podia estar a gozar, enfim...
Sabes que não gosto nada (Lol)... mas mais uma vez vais ter de me dar razão:
Lua é daqueles nomes tão bonitos que só algumas pessoas o poderiam utilizar...

Está aceite o beijo que me prometeste.

Hoje

Mais tarde ou mais cedo, vou deixar de respirar o teu nome, de transpirar saudades feitas da cor dos teus e dos meus olhos.
A tua vitória foi a minha aceitação e a minha grandeza foi perdoar-te.
Estás como sempre estiveste: cheio de Ti! E hoje, eu sei que o que me fascinou em ti foi a tua desilusão.
Hoje vi-te. Tu olhaste-me. Eu sorri.

Para um amigo ...

Parece-me que estás a caminho de alguma coisa que nem tu próprio sabes mas que já questionas. Estás em vias de entrar no 1º dia do resto da tua vida. Estás naquela encruzilhada em que corres o risco de deixares muita coisa para trás em troca de tudo o que te possa acontecer de bom e de mau daqui para a frente. Aproveita ao máximo esta tua sede de mudança. É o que levamos melhor da vida!
Tudo isto para te dizer que está tudo nas tuas mãos. Sentes uma enorme ansiedade para que algo aconteça na tua vida. Obra prima já tens. Está tudo a postos para o tiro de partida. Basta o teu impulso inicial. A vida que tu queres não vai a lado nenhum nem tem hora de recolha. Ela recebe-te a qualquer altura.

Boa noite

Vou-me deitar assim...
(mas com muita pena de não ter este rabo.)

São beijos meu Amor, são beijos...


21/06/2007

Parabéns Inês e Luís

São 4 anos?

Há dias na vida das pessoas que são inesquecíveis. O Vosso casamento é um desses dias que recordo com alegria.

Agora digam: A sua bênção madrinha!

Eu respondo: Deus vos abençoe, meus queridos.

ESPERAR

A palavra encerra em si o desejo e a capacidade de aceitar o tempo que falta até ele chegar.

(pode ser alguém, como estarão a pensar, ou alguma coisa, ou um acontecimento, um filme que nos leve, um mergulho num mar que abrace…)

A esperança de acreditar que chega.
A capacidade de esperar em paz com o resto do mundo.

Cada vez menos sei fazer isto.
Parabéns Pedro Branco!
Além de grande amigo, és daquele grupo de pessoas que podes contar comigo para a vida.
Que tenhas um dia feliz... porque tu mereces que a vida te dê tudo aquilo a que tens direito. E se ainda não deu, vai dar. Tenho a certeza.
De mim, para ti um grande beijinho de parabéns.


Ana

20/06/2007

Vamos Embora?

Quando é que desistimos? Qual o limite, a referência, o padrão a partir do qual é que deixa de ser desistir e passa a ser inevitável?

Quando é que fartos de dizer mal do Pais em que vivemos, das escolas, dos médicos, dos hospitais, dos políticos, dos empresários e patrões, de tudo e de todos, fazemos as malas e vamos embora? E quando é que, decidindo ficar, fazemos de facto alguma coisa? E quando é que perdemos algum tempo a pensar nisto?

As eleições à Câmara Municipal de Lisboa, têm trazido este tema para discussão: o papel da sociedade civil. Gosto de pensar que está nas nossas mãos mudar o estado das coisas, mas estará? Não creio. Por uma razão mais ou menos válida acabamos sempre por desistir. Nem todos podemos ser heróis.

Dizem que uma mulher só deixa o marido quando já encontrou alguém. E neste caso, quando foi que ela ou ele desistiram? Ou foi inevitável?

Existe um brilho entre os teus e os meus olhos...



Parabéns Ricardo

Já não era sem tempo... de qualquer maneira valeu o esforço todo que fizeste.
Parabéns Sr. Engº.
Para quando a grande festa de formatura? Haja festas que é o que a malta precisa...

Mensagens

Há pessoas que brilham, como tu...no topo de todas as escalas.

(perdoem-me a falta de objectividade e isenção).

A ti...

A ti que tens que juntar a paciência à tua vasta lista de qualidades,

Boa noite!

19/06/2007

Quem és tu que escreves tão bem e me encantas?

Estava nos comentários

Caro anónimo:

Eu estou solidário consigo. Estou tão solidário, tão solidário, que até me ofereço para o ajudar no seu suicídio.

Se quiser atirar-se da ponte, eu disponibilizo-me desde já, para lhe dar aquele empurrãozinho solidário. A D. Luís é um clássico e tem vistas fantásticas sobre a linda ribeira do Porto.
Se preferir arma de fogo eu farei o favor de lhe indicar a melhor forma de o fazer e o de assistir nesse procedimento. Só tem de abrir bem a boca e disparar num ângulo de aproximadamente 45º, de forma a acertar bem em cheio na massa encefálica. Recomendo 9 mm não vá a coisa dar para o torto. Avise também a sua família pois a casa vai ficar impossível, com o cheiro pestilento dessa coisa que tem dentro da cabeça.
Se por outro lado preferir intoxicação química, o melhor é um organosfosforado tipo Tamaron. É barato e compra em qualquer drogaria. É certinho, embora dê umas dores que não são "brinquedo". Mas nada que um anormal como vossa Exa. não mereça. Aconselho também a compra de um babete pois isso dá para se espumar até esticar o pernil. E não vale a pena sujar a alcatifa.
Se bem que vossa Ex.a é mais do estilo de quem gosta de sofrer. E nesse caso eu aconselharia sem dúvida a auto-incineração. É só comprar um litro de gasolina (sem chumbo 98 que arde melhor), e regar-se alegremente com ela. Se não tiver coragem, pode contar comigo para lhe acender o fósforo.
Está a ver? Estava a sentir-se tão sozinho e afinal ainda há gente solidária consigo.


Essa Lua tem de facto ousadia a mais. De direito é que ela de ser tão linda, de nos encantar e de tornar os nossos dias felizes..!?
Ah..!?
Anda aqui uma pessoa a ver se não sai da fossa e vem uma lua alegrar-nos os dias...!

Com os melhores cumprimentos;


Querido Anónimo,

Deixa-me ser ousada e chamar-te querido porque não faço a minima ideia de quem sejas mas que me defendes na perfeição, isso não tenho qualquer duvida.
Resolvi escrever-te esta missiva porque depois de um dia como o que tive hoje, ler alguma coisa deste estilo faz-me bem quer à auto-estima quer ao ego.
Não sou mal educada e teria que te agradecer assim. Porque nunca perco oportunidades, muito menos de dizer que gostei a quem gosto.
Obrigada.
Ana

Cláudia

A nobreza dos meus amigos, comove-me e move-me para uma dimensão que me orgulho e encanta...

Não há maneira de agradecer aos amigos pois não? É só lá estar...?

A figura polida e com nível de um anónimo qualquer...




Para quem se esconde num anónimo qualquer... que figurinha...
Continuando as citações

Quem perde a intimidade, perde tudo

Milan Kundera

Sr Anónimo que acha uma ordinarice o post da filha Inês, não acha muito mais ordinário a sua mulher andar nestes preparos no seu quintal?




Mais um post para me chamar ordinária. Porque a seguir a Cabrona, ordinaria é um nome que acho brilhante!
Sua ordinarona, ainda acho mais giro. Você não imagina o que me faz rir...

Por falar em boa disposição...

Bom dia Pêpê! :)

Há melhor cenário?

<

Isto sim é que é ordinário. Há pior ordinarice que me meterem á frente desta montra?

18/06/2007

Sem palavras


Eu hoje depois dos belos comentários que li fiquei assim...

Pedro e Inês

Li num blog que não me lembro o nome que uma gaja que estava gravida confessou:

"A menina vai-se chamar Inês porque fodi á grande com o Pai dela em Coimbra."


Eu, se tiver um filho está garantido que se vai chamar Pedro porque me parece um bom presságio.

17/06/2007

Pergunta

Alguém aqui, por acaso, alguma vez andava a passear na baixa às 4 h da tarde com uma amiga e de repente aparece um senhor à frente que vos cospe em linha recta?

Já? Já?

Aconteceu a mim e à minha querida Tété que ficou com 99% da cuspidela do senhor e eu tive a sorte de só levar com um chuvisco de nada.

E perguntam vocês: Cuspiu e mais nada?

Mais nada, mais nadita! Nem uma palavrinha de conforto nos deu, nem tentou limpar o casaco da Tété nem, tão pouco, se notou excitação por tal acto. Só cuspiu em andamento e seguiu o seu caminho como se nada tivesse acontecido.

Ah pois... isto não é para qualquer um. É só para quem pode...

Oh Tété ... Só nós ... Só nós..

Hoje acordei e foi assim

meti a primeira, apanhei o cabelo, só não meti avental porque seria mau de mais e até com lixívia as paredes levaram. Hoje vou dormir com o cheiro a limpo neste meu quarto que mais parecia uma possilga.

A pedido de várias familias



eu vou retirar-me do blog.

Também ando um bocadito farta de ser assim popular de a malta me andar sempre a criticar e dos insultos que já levei mas especialmente a razão que me leva a sair é a quantidade de fãns que não para de crescer. Não pode ser. Não posso ficar mais popular que o Scarface do Piolho... Seria muito grave...

Retiro-me do blog, fica a Nix a tomar conta desta quintal que espero que reguem com muito carinho. Qualquer dia pensem em fazer deste blog uma coisa mais original, e sobretudo mais culto que isto de ser de gajas torna isto muito brincos e colares e o que a malta quer é informação à seria...

Agora atirem foguetes, apanhem as canas e façam a festa que é tudo mentira... e eu ando muito muito mentirosa....

15/06/2007

Hoje estou literalmente assim...



Porque estou de volta ao ginásio

Porque retomei a dieta

Porque hoje movia montanhas e vales se fosse preciso, só por um beijo teu

Porque me apetece sorrir

Porque Tu existes e estás muito bem na minha vida

Porque é fim de semana e vou ver a Joana

Porque a Cláudia, a Inês, a Mónica e o Pedro existem e são os verdadeiroa amigos de sempre

Porque tenho um uncle Scar, a Mother mimi, as minhas irmãs

Porque sim.

Porque hoje vou ver a estrela. a tua Pai.
"Acaso é o pseudónimo que Deus utiliza quando não quer assinar"

António Lobo Antunes

Ginásio - A grande Ausência

As minhas queridas irmãs foram ao ginásio e quando chegaram a casa o diálogo foi assim:

- Sabes quem perguntou por ti?
- Quem?
- O Filipe.
- Uauuu. Que disse?
- A Ana nunca mais veio porquê?
- Porque anda muito ocupada.
- Digam-lhe para que volte, que tem que continuar a trabalhar para ficar em forma, e que tenho saudades dela.


Nota- O diálogo é todo ele verdadeiro menos o fim que é uma mentira daquelas descaradas. Do pior. Caneco. Mas hoje ninguém me levanta o ego. Tenho que ser eu.

Do Blog Bomba Inteligente

"O silêncio como resposta a um insulto tem um significado muito concreto. Qualquer pessoa decente percebe-o. Mas aqui reside o erro de que falo neste último parágrafo: as criaturas - anónimas ou não - que insultam o próximo não são decentes e por isso não compreendem o silêncio como resposta. Se não compreendem as palavras, como hão-de compreender o silêncio? Aquele abaixo dos níveis mínimos de dignidade chega a confundi-lo com vergonha ou cobardia e considera-o uma espécie de sinal verde para continuar a sua prática difamatória. Tenho tentado perceber a confusão e concluí o seguinte: quem insulta quer falar, conversar, resolver qualquer coisa lá sua com um completo estranho, tagarelando, dizendo coisas, usando as palavras como se fossem tijolos. Quando se depara com o silêncio absoluto, fica sem saber o que fazer. Atira os tijolos contra uma parede e, olhando para os cacos, recusa-se a aceitar que se partiram. A questão é apenas afectiva. Vieram bater à porta errada. Não sou a pessoa indicada para tratar os afectos mal resolvidos de estranhos."


www.bomba-inteligente.blogspot.com

14/06/2007

Não tem título.

Tu estás a passar uma fase de resignação. É! A meu ver estás.
Acreditas no amor, mas só naquele que nunca experimentaste. Acreditas na felicidade, mas só naquela que ainda nunca atingiste. Acreditas nas pessoas, mas só naquelas que nunca conheceste.
Acreditas na vida, mas só naquela que ainda nunca viveste.
Sinto-te resignada mas ainda crente. Chorosa mas ainda sorridente.
A desilusão já não é para ti o fim de todas as coisas.
A felicidade já não a vês como algo momentâneo. Já estás por fim ciente de que não podes fazer batota para estares e te sentires bem. Não podes rir para sempre sem experimentar o verdadeiro peso que uma gargalhada tem.
Estás a meio caminho da autenticidade. De saberes quem realmente és para começares a interagir com aquilo que tens para dar.
E nem sei se isso é bom se mau. Sei que é real.
E a realidade é lixada, não é?
É.
Mas só um bocadinho. Depois passa.

Hoje faz anos o

Luís Filipe.

Muitos parabéns.

Não é que vá ter filhos mas se tiver alguma vez, vai-se chamar

Jorge Nuno.

Para Ti que precisas mais do que nunca de SORTE

Dizia a minha avó que a sorte vem da capacidade que temos em acreditar que vamos vencer...
Eu não tenho qualquer dúvida. Aliás já tenho provas disto mesmo.
São sábias as palavras da minha Avó.

13/06/2007

Luís,

Andas por ai? Parece que estou a sentir o cheiro do 212 :)

Para Ti que dizes que eu não te escrevo...

Uma vez disseste-me uma frase que não esqueço:

"Tenho por ti o mais nobre dos sentimentos"

Hoje eu digo-te:

"Tenho por ti o mais RARO dos sentimentos nobres"

Vamos ver se é desta que se faz justiça...


Conversas

Eu e os miúdos

Eu: Quando eu me for embora aqui da escolinha sabem quem vem para cá?

Meninos: Quemmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm?

Eu: Uma velha com bigode. É muito mazona, e morde nos meninos e tem os dentes podres e é feia.

Alguém me explica

este karma para ser gaja boa, feliz e tal tem que:

não ser gorda.
não comer o melhor que há, portanto.

não ter pêlos.
é que a maior parte das pessoas não entende a dor que é arrancar pêlos e pior que isso é pagar para ter dor. Porra!! A última vez paguei 27 euros.

nao fazer anos.
a partir de uma certa idade já nos chamam velhas e cotas e falam-nos da menopausa e que já nao arranjamos homem e não podemos ter filhos. Mas tá tudo doido? Na queima das fitas do ano passado eu e a cláudia passámos por uns estudantes que entoavam palavras de ordem para nós: Vão para casa suas encalhadas? Isto não era de os matar logo com um tiro no meio dos olhos e depois afoga-los no Mondego como quem afoga o ganso?

transpirar.
mas depois de um dia de trabalho ainda tenho que me esforçar para pegar em pesos e fazer esforços e transpirar que nem uma besta e ficar a cheirar mal?


e ainda por cima temos que ouvir bocas foleiras e piropos sem jeito de gajos sem dentes, com grandes barrigas, porcos e sebentos e ainda nos calarmos?

Arra caneco, eu cá vou arrumar as botas. Ou não.

STOP

Desde quinta-feira arranjei todas as desculpas para comer que nem uma besta e para não ir ao ginásio.


Era já de levar com um pau pela cabeça quando dou por mim à 1h da manhã feita BALOFA a comer um bolo cheio de ovos moles e a pensar: Ah e tal sao os anos da Mãe e por isso há desculpa!

Digam-me a verdade: Todas as gajas inventam estas desculpas ou sou eu que definitamente sou uma besta?

E já agora expliquem-me se só sou eu, a anormal, que só se arrepende precisamente no fim de comer o último bocado?

12/06/2007

Querida Juka

Como um blog também é um quadro de recados,

Queria dizer-te que ninguém me disse que queria jantar fora no proximo dia 16 de Junho. Mas se for eu e tu e o teu marido eu já acho optimo.
Se não for jantar, que seja um café... (pena o Lobo Antunes não ir mas mandou-me msg a dizer que era impossivel)

Mas alguém ....

consegue imaginar o fixe que é ter um Uncle Scar?

Para a Mãe da Lua e de outros satélites

A força, a coragem e a enorme inteligência fazem da “Mimi” (não sei se posso utilizar este diminutivo tão carinho e restrito a certas pessoas), a MÃE por mim mais admirada.

É estranho escrever que a mãe de uma amiga é fantástica, não quer dizer que não o seja, mas falar de mães é sempre mais complicado.

A palavra Mãe já por si é um grande referencial de amor, mas esta palavra com o “imi” em vez do “ãe” referencia um amor incondicional a todos os que a rodeiam.

Para a Mãe da Lua e de outros satélites, Muitos Parabéns e não deixe de ser como é todos gostamos muito de si assim.

Beijinhos

Hoje faz anos

A minha Mãe

e eu não consigo escrever uma única palavra para ela.


Há quem me entenda nesta impotência de escrever sobre a minha Mãe, o meu Amor.

11/06/2007

Para Ti que ganhas muitas guerras sem ires a batalhas

Era incapaz de pontuar o efeito devastador que tens na minha vida. Absolutamente incapaz.

Para a Juka do seu Lobo Antunes - Mais uma delícia

As coisas da vida

...Eu sabia que isto não podia durar sempre. Não foste feita para viver em duas assoalhadas com um escritor que não escreve, não foste feita para tomar banho de água gelada porque a companhia do gás não fia, não foste feita para aturar as má-criações do senhorio porque me atrasei na renda. Não te preocupes comigo: compreendo que te vás embora, não armo escândalos, não te peço que fiques, juro que não me zango se esse amigo de que me estás a falar e que não sei quem é vier ajudar-te a levar a tua roupa, a levar os teus livros. Não me zango: assim que vocês começarem a descer as escadas ligo à Mariana ou à Paula ou à Raquel, convido-as para sair comigo, recomeço a existência do princípio. Não julguem que vou desfazer-me em lágrimas ou que me suicido. Não vou. Asseguro-te que não vou. Em todo o caso, pelo sim pelo não, deixa ficar os lenços de papel e a embalagem de valium. A gente sempre precisa de qualquer coisa que nos faça companhia não é, e detesto limpar o nariz à manga do casaco da mesma forma que a ideia de me atirar pela janela me repugna: ainda podia cair em cima de vocês, lá em baixo no passeio à espera de táxi, ainda podia cair em cima do teu amigo e partir-lhe um osso ou assim e tu havias de imaginar que me sinto agressivo que não sinto com esse filha da mãe, desculpa, com esse rapaz que deve ser, que tem de ser, que aposto que é uma jóia de pessoa.

António Lobo Antunes
excerto do "Livro de Crónicas"

10/06/2007

Para o Amigo Sr. Mário da Nazaré

Não era a minha intenção desiludi-lo. Realmente não sou flor que se cheire, nem quero ser, principalmente quando injurias envolvem AMIGOS.

Foi com enorme prazer que li que escrevo, escrevo e não digo nada. Sempre achei que o meu maior problema era ser directa demais.

Agora que já é um amigo cá do blog e como tem dado conselhos a todas as pessoas que escrevem, escrevem e não dizem nada, também vou dá um pequeno conselho. A si meu caro Sr. Mário leia e releia o que tem escrito neste blog e tire as suas conclusões, certamente não serão diferentes dos que já leram.

Felizmente tenho o dom de escrever, escrever e não dizer nada, para si o Criador reservou o dom supremo de escrever, escrever e só dizer… (a conclusão desta frase fica a seu cargo, depois do conselho que lhe dei).

Para terminar só me resta desejar boa noite e esperar que o Sr. Mário da Nazaré seja uma amostra rejeitada, não correspondendo ao universo das pessoas que visitam este blog.

NIX – Não Incomode Xato

Á malta que é susceptível às asneiras...

quando passarem pelo post abaixo é favor fechar os olhos.

Porque a malta aqui do blog não tem culpa que a Senhora referenciada no post abaixo não tenha dito VAGINA.

A gerência aconselha.

Voltemos à Expressão

Melhor que soalho pélvico só a última que soube ontem.

- Oh Sr doutor tenho uma comichão na BOCA DO CORPO.
- Onde? Onde?
- Na cona Sr. Doutor.

Mas há coisa mais deliciosa que esta?

Oh Tété e o que nós nos rimos?


NÃO ESQUECER: BOCA DO CORPO!

...

Pertenço ao grupo das pessoas plenas. Dos afortunados. Sei que emano brilho e emito luz. Agora sim, sou uma estrela. A tua Pai.
E tu sabes porquê…

09/06/2007

Apetece-me meter isto outra vez

Para o meu Pai

Só há duas coisas na vida que não se podem escolher: pais e filhos. Não tenho filhos mas se alguém me desse o direito à escolha, elegeria o Pai que tenho.
Do meu Pai herdei a preocupação com a família, o prazer de dar, a paixão pela vida e a nobreza de como sentia os seus amigos.
Por causa dele ainda olho para o relógio quando saio à noite e tento sempre chegar a horas.Por causa dele só adormeço descansada quando estão todas em casa.Por causa dele continuo a emocionar-me a ouvir a Ternura dos 40 do Paco Bandeira, quando ele diz "Meus Amigos, o importante é o sorriso".Por causa dele continuo a sonhar que a vida me pode ser doce, porque foi com Ele que aprendi a lutar pelo que quero. E foram tantas as coisas que aprendi e que fez com que eu crescesse. Meu Deus!
Não sei como poderia sobreviver sem o meu Pai. Mas sobrevivo. E agora? ...
Quem me acolhe quando estou preocupada e assustada? Quem é que divide comigo as preocupações da vida? Quem me vai dissipar as dúvidas e os receios? Quem me vai ensinar a escrever palavras com “dois ésses” quando teimo em escrever com um “Cê de cedilha”?
Se não fosse o meu Pai, não acreditava no amor incondicional, na amizade, na dedicação e no significado das palavras: Amor; Filhas; Protecção.
Se não fosse o meu Pai, achava que não haveria justiça humana.
Não me saiu na rifa uma Pai daqueles que deixam os filhos fazerem o que querem nem daqueles Pais compreensivos que até conversam com os filhos sobre sexo ou de como se pode proteger da sida. Não! Mas saiu-me um Pai que me entendia os meus ataques de estupidez com um simples olhar, que me acalmava o choro nas adversidades, que metia processos em tribunal a todos os que me faziam mal.
E com ele aprendi a partilhar, a respeitar e a ignorar quem me ignora. Aprendi a ler nos olhos dos outros e a ouvir no silêncio as mais belas palavras de Amor.
Aprendi também que nos aviões não se tem vertigens e neles não posso andar sem falar com o Manel Zé.
Aprendi coisas tão simples como carregar no Fn F6 para suspender o monitor do portátil porque também os monitores têm tempo de vida.
Aprendi coisas importantes como ser independente, respeitar quem me respeita e calar-me AGORA para poder falar mais tarde.
Aprendi a ouvir tudo sem pressas e ter uma palavra de ânimo para quem precisa.
Por isso quando o for visitar ao Cemitério dos Olivais, vou mergulhar na minha infância feliz e vou vê-lo com aquele sorriso iluminado e voltarei com toda a certeza ao melhor de mim e aposto que me vou sentir outra vez com dois anos, depois do nascimento da minha irmã, agarrada à perna dele, cheia de medo que ela mo roubasse ou então a ouvi-lo falar sobre as dinastias e os reis de Portugal e vou dar comigo a pensar que fui a miúda com mais sorte do mundo, que não há Pai como o meu, e que afinal tenho outra vez dois anos e voltarei então a agarrar-me à perna dele e sentir o seu mimo, a sua protecção; Filha pequenina até ao fim.

A todos os que me apoiaram, aos meus amigos grandes, às lagrimas, às flores, à saudade...
A todos...
Obrigada!

Camané, onde andas tu??? Ainda de burro amarrado??? Volta, tas perdoado!!!


Digam ao Mário que já não quero mais brincar com ele. Já me deixa entediada. Dizem?

Direito à resposta - Bom filho à casa torna

E ai está ele. Grandes fitas e grandes despedidas e mesmo assim, o nosso amigo Mário VOLTOU. E voltou em grande, ao seu melhor nível. No fundo, palhaço.


“Apesar de ter dito que não abria mais este Blog, vi-me obrigado a fazê-lo, porque sabia que o meu anterior comentário não ficaria sem resposta.
A resposta dessa tal de Lua não fugiu minimamente às minhas espectativas, até mesmo na tentativa da correcção de um erro ortográfico.”

Oh Mário. Então o meu bom amigo escreve “espectativas”? Diz mais a baixo que me quer ensinar a escrever porque é mais velho e tal e escreve espectativas? Vou ter que voltar a ensinar. Mário: Vamos lá então: Expectativas. Oh Mário escreva primeiro no Word que é aquilo que todos fazemos. Quer que sublinhe? Você, de quando em vez, também sublinha posts. Malandrito...

“Minha amiga, com bastante certeza, ainda a menina não era nascida e já eu escrevia”

Oh Mário, acredito que sim mas escrevia um bocadito mal.

"Houve várias alterações nestas últimas décadas na língua portuguesa e os nós, os mais antigos, mantivemos algumas coisas, umas por vício outras por não concordância. Daí o constructiva! "

Oh Mário vá para a rua manifestar-se. Também sou adepta da revolução. E a sua “não concordância” faz todo o sentido na questão das expectativas. Com um S ficaria bem melhor.

"Fala tanto do fulgor, mas pelos vistos não sabe ao certo o que é. Eu ensino-lhe: "substantivo masculino, do Latim fulgore, brilho ,cintilação, esplendor, lume, luzeiro, clarão, chama".

Não entendo onde é que leu que eu não sabia o que era fulgor. Mas entendo a sua doença. Já fui algumas vezes ao blog do Mário e sei que tem esse hábito de escrever o significado das palavras.

“Tenho pena que tenha a mania que é tão perfeita que não acate o que alguém mais velho lhe diz. Tenho pena que realmente não tenha amigos, porque se os tivesse, em vez de vir em sua defesa, dir-lhe-iam o mesmo que eu: tem problemas, falta-lhe ajuda profissional, procure um umédico. E é muito fácil ver porquê, basta saber que se riu com o meu comentário, logo o desequilíbrio ainda é maior do que eu pensava.”

Gostei da justificação. Oh Mário, conte-me lá quem é que não se ri de um idiota como você? E essa mania que eu sou perfeita é sua. Não é minha.

“Devo ainda dizer que não levei com nada. “

Oh Mário então não levou com nada? Mas acredite que um grande pau pelo seu rabo a cima, era de todo um cenário agradável.

“Menina Lua, tem de aprender que não é nada nem ninguém mais do que outro qualquer, mas isso talvez aconteça quando deixar de ser uma menina e passar a ser uma mulher.
Mário “

Oh Mário, Tem alguma coisa contra as meninas? Então se eu passar a ser uma mulher ascendo logo a ser mais que os outros? Isto tudo só por hipótese.

Claro…

08/06/2007

e que tal...

...hoje apreciarmos o regresso do melhor momento da semana: o fim da mesma!

em paz,
com um sorriso,
e com um monte de trabalho acumulado
(mas esquecido).

Estou babada! Obrigada Hugo.

Para mim é um motivo de orgulho quando alguém que eu admiro e prezo escreve sobre mim. E foi o que aconteceu. Fiquei muito babada. Não só pelo que escreveu mas pela pessoa que foi. A admiração é mutua.

"Também por Tua culpa me devoto aos escorpiões, Tu que ainda hoje espevitas a minha mente para o sentimento humano, que tens uma capacidade de gostar e amar que admiro profundamente apesar do teu tripeirismo exacerbado."

http://www.therainclouds.blogspot.com

Hugo,

Está tudo dentro desta palavra: Obrigada.

Direito à resposta - Round II

A malta que me ama de verdade tem a mania de dizer “Ah e tal, o teu problema é que tanto geras amor quanto geres ódios” e tem razão. Desta vez gerei um “odiozito” na Nazaré. Finalmente descobri mais um anónimo dos maus, que se chama Mário e é da bonita praia da Nazaré. O meu amigo Mário é um tipo que curtia mais o blog nos parâmetros anteriores com mais gajos e menos javardice e cenas lamechas de gaja. Acha isto uma podridão de uma rede de malta anormal em que a cabecilha sou eu, uma frustrada do pior que de vez em quando tem ataques e monopoliza esta merda toda. Grande Cabrona. O nosso leitor diz que este blog antes era mais culto e isto de ser mais culto dava para eu dissertar durante um bom par de horas.
A uma certa altura do comentário o meu bom amigo Mário diz:

“ …Um espaço onde amigos trocavam ideias e conversavam como se de uma esplanada se tratasse.”

Deixe-me dizer-lhe meu amigo Mário que essa de trocar ideias tem que se lhe diga. Não consigo ainda ter capacidade de ver a tal troca de ideias e utilizo até este blog para pedir ajuda aos meus amigos inteligentes que possam ter apanhado qualquer coisa sobre este assunto. A parte da esplanada agradou-me imenso porque me lembrou os grandes King ´s que eu e a minha amiga Inês ganhávamos e que bem que se passava o tempo. Aqui não vi esplanada nenhuma. Nem antes nem depois e espero que nunca o seja.

Depois o meu amigo Mário diz uma coisa que me impressiona:

“Tenho pena que tenha sido monopolizado por essa tal de Lua, que a meu ver e nao a conhecendo, me parece tratar-se de uma pessoa que tanto tem de brilhantismo e fulgor como de desequilibrio e frustração.”

Como é que o meu amigo consegue ver o fulgor? A frustração e o desequilíbrio é algo banal para quem quer agredir gratuitamente alguém e isso não mexe nem com um átomo da minha paciência. Agora fulgor? Isso é que eu já não admito. E já agora amigo Mário, como é que alguém pode ser ao mesmo tempo brilhante e frustrada? Um dia, na sua praia, sentaditos na areia (não leve sandálias q odeio ver homens de dedos à banda) o meu amigo vai-me explicar essa.

Depois o Sr. leva com um comentário da Nix que não é flor que se cheire quando a mostarda lhe chega ao nariz e amansa um bocadito e diz:

“À tal de Lua peço as minhas desculpas e peço que entenda as minhas palavras como uma crítica constructiva.”

Uma crítica construtiva queria o Sr dizer? (Aprenda a escrever. Vá.Vamos lá escrever outra vez: Construtiva. Isso mesmo.)
Qual é a parte da critica construtiva que o Sr me fez que eu não entendi? Foi quando disse que eu era um fulgor? É que não estou a ver. Peço novamente aos meus amigos inteligentes que me ajudem por favor…

E acaba em beleza:

“E este sim, é o meu último comentário neste Blog, e só o fiz para explicar o meu anterior e não ferir susceptibilidades, tal como é a última vez que o abro.
Até...”


Meu bom amigo, no que respeita ao ferir da susceptibilidade de cada um de nós, não faça grandes filmes porque a mim só me caiu uma lágrima que limpei de imediato e deixe-me dizer-lhe que tenho pena de ter sido a ultima vez que tenha aberto este blog. Mas fiquei com a esperança do seu regresso com aquele “Até com os …” que ainda pode ser um Até amanhã.

Amigo Mário, na minha frustração, resolvi deixar-lhe umas palavras de apreço. Não pelo seu brilhantismo, Não. Jamais. Mas pela capacidade que teve em me fazer rir.
Obrigada!

Estou deprimida

porque o Pêpê recusou ir comigo para o ginásio.

porque só vão parolos ver o meu perfil no hi5.

porque amanhã trabalho.

porque o Pêpê recusou ir jantar comigo e com a Mónica.

porque ainda tenho que perder muito peso.

porque estou cheia de fome e comi quase meio boi ao jantar.

porque sou parva.

porque gosto de ti.

porque tenho saudades tuas.

porque sim.

07/06/2007

Vamos lá continuar na área das expressões

e saber mais uma daquelas que acho encantadoras...

Soalho pélvico

O Professor de Pilates diz que não há nada melhor para uma gaja emagrecer do que contrair o soalho pélvico. Digam lá que não sou amiga e ensino coisas bonitas. É de ler e soletrar outra vez. Vamos lá...
SO - A - LHO PÉL-VI-CO.

E o que é e como se faz?

O soalho pélvico é nada mais nada menos que um tal de abdominal interno que a malta não conhece mas que existe e que vai de lés a lés da barriga de cada um de nós.

Se a malta contrair o tal soalho pélvico quando está a ver TV, nas aulas, no trabalho, andar a pé e no carro, é meio caminho andado para perder a barriguinha. Poisssss!

E já vos tou a imaginar aos pulos e berros a dizer: CONTA! CONTA COMO SE FAZ!

Calma que já vou dizer…

Ora bem contrair o soalho pélvico é nada mais nada menos que fazer um movimento de contração que basicamente é o movimento que a malta faz quando quer parar de fazer xixi. Estão a ver? Então contraiam com muita força e comecem a ver os resultados na barriga. Eu cá contraio o meu em tudo o que é sitio porque o professor diz que isto nas gajas tem, também,um poder único de elasticidade dos musculos da vagina. Pá. Isto é brutal!
Depois sejam amiguinhos e amiguinhas e lembrem-se uns aos outros e perguntem quando passarem na rua.

Já estou a imaginar...

Duas amigas encontram-se no Dolce Vita

-Olá há quanto tempo. Tudo bem?
- Tudo e tu?
- Também. Vai-se andando. Por falar nisso estas a contrair?
- O quê? O soalho pélvico?
- Sim claro. Praí a uns 30%, desde casa.
- Boa média… Beijos lá para casa.


Ou então num casal…

- Querida. Que fizeste hoje?
- Tive todo o dia a contrair o soalho pélvico.
- Eh pá.. bestial. E a quanto?
- Praí a uns 50% .
- Certo. Continua então a contrair enquanto fazes o jantar.

Tété, aposto que já estás " das invejosas" e que agora nao vais fazer outra vida que não seja CONTRAIR O SOALHO PÉLVICO, claro está...

06/06/2007

a propósito de expressões...

- sinto-me paneleiro de amor por ti

(já ouviste esta?)

Só te queria dizer uma coisa enorme...

é que tenho muitas saudades tuas...

Mais um delicia...

Desta vez a delicia é escrita em comentário ao post "Se" da Isa. Está um primor!
Ficará em post...

Juka said...

Numa de muitas conversas perdidas alguém me ensinou que nunca se começa uma frase por "se". Demorei muito tempo a compreender porquê.Fico agora a saber que não só não compreendi, como há sempre alguém que consegue 'destruir' estas generalidades sem sentido. Gostei.

Da nossa querida Joana!

Hoje, concluí que

estou na Flor da idade. É verem-me hoje com 4 horas de sono, com um sorriso de lés a lés e sem olheiras nem má disposição. Isto de ter 22 anos é uma maravilha. Quando tiver 34 é que acho que não vai ser assim.
Meus amigos,
Não é para quem quer. É para quem pode. E ainda hoje vou fazer 1 hora de máquinas e se o Pêpê estiver bem disposto ainda vamos fazer uma aulinha de combat. E à noite ainda vamos à inauguração de um bar. Como se chama mesmo Pêpê?

momentos

do Lat. momentu
s. m.,
espaço pequeníssimo de tempo;
ápice;
instante;
tempo ou ocasião em que alguma coisa se faz ou acontece;


O que é infinitamente bom nos momentos, é esse facto sobejamente conhecido de que os podemos guardar para além do efémero tempo em que existem. Porque a memória nos enche tantas vezes de saudade.

05/06/2007

Eu e o Pêpê no Ginásio.

Eu e o Pêpê no ginásio é mais ou menos a mesma coisa que a loucura e a glória. É. Eu, pelo menos, acho e o Pêpê também. Hoje houve uma novidade. O Pêpê trouxe uma calções todos catitas que tinham a particularidade de ter serem almofadadas na zona rectal. Depois fomos os dois para o RPM. Eu estive 50mn a pedalar que nem um animal feroz e o Pêpê depois dos primeiros 15mn ficou todo roto. Até que a uma certa altura, a idade não lhe perdoou e caiu-lhe o músculo. Ele começou aos berros, o Professor parou a aula, e lá conseguiu que o músculo voltasse ao normal. Depois o Pêpê desistiu e eu, claro, fiquei até ao fim, com uma pujança que só quem me conhece bem é que sabe que eu tenho. Coitado do Pêpê. Deve estar roto em casa.

Pêpê, meu querido,

Amanhã será melhor e agora não venhas com invenções e dizeres que isto que contei é tudo mentira... Vê lá a tua vida! :)

Direito à resposta

Desta vez vou responder ao Anónimo do post anterior:

Em primeiro lugar já sei, depois deste comentário, que o anónimo é do Piolho. Ainda bem que é. Fico satisfeita. Gosto de saber que me dá tanta importância, que sou, mal ou bem, importante na vida das pessoas em geral e na sua em particular.
O Sr. ou a Sra. e um grupo de pessoas iguais a si é que me deixam convencida que, de facto, não sou indiferente a quem passa embora continue adepta da tão famosa frase " Os cães ladram e a caravana passa".

Se, eu não tivesse tanta importância, o Sr. ou Sra. não vinha aqui todos os dias, e não deixava comentários. Já reparei que este blog é uma obsessão para si pois aparece aqui a quase todas as horas e não são a todas porque quando não está aqui, está na esplanada do Piolho arrotar postas de pescada mas mais low profile. É que todos sabemos que isto de ser cobardolas não dá para ser em todo o lado. Temos pena!

Gosto da importância que me dá. Obrigada!

Depois o Sr ou a Sra que diz que passo a vida a falar mal dos piolheiros pense duas vezes, acalme-se primeiro antes de escrever e pelo menos uma vez na vida, acerte no que diz. É como bem sabe, se diz que digo mal dos piolheiros está a dizer que digo mal dos meus Tios e do meu Pai e de alguns amigos que lá tenho. E ao dizer isso só mostra a sua gigantesca falta de senso bem como de vida própria entre outras doenças que agora não me está apetecer enumerar!

De quem eu digo mal é de pessoas como o Sr. ou a Sra. que são cobardolas, não mostram a cara e passam a vida a chatear os outros porque não têm mais nada que fazer. Desses sim, eu digo mal. E vou dizer sempre, sejam eles do piolho ou da piolha.
A cobardia é um mal cada vez maior. Uma doença.
Cure-se!
Ainda está a tempo.

Tem a minha all time favourite "Só fala dos outros quem de si não tem nada para dizer"

E repare que já lhe dei alguns minutos de importância. Assim, hoje, você já ganhou o dia!

Hoje vou com um

piolheiro para o ginásio.

Não é Pêpê?
Vamos os dois fazer RPM e maquinas e tudo e tudo (este tudo pode ser suspeito?)... Isto é mentira. Estou-me armar um bocado porque eu não vou fazer RPM. É demasiado para uma gaja com 22 anos como eu!

E isto de ir com um piolheiro tem que se lhe diga...

uma cadeira ocupada

Almoço
é um momento ganho ao dia
por vezes
outras
um espaço roubado ao tempo
de ser

hoje
apenas uma cadeira
ocupada
na mesa do meu almoço
silencioso

espero
enquanto mastigo
intermináveis alimentos
impaciente
o prazer do café

Hoje nem o oceano me separa de ti!

se

Se me encontrares plasmada num banco específico no jardim não passes dizendo apenas olá tudo bem porque deves logo perceber que tudo só está bem quando me vires na praia a correr virada ao mar fugindo do sonho que descobri e não quero acreditar. Por isso fica um pouco encontra um conforto no pequeno canto que te deixo livre e olha comigo para o céu que em cima não cai mas pesa e empurra folhas seguidas de Outono para os caminhos do chão. Tem a certeza de olhar comigo e depois então faz o normal que é segurares a minha mão entre as tuas e cantar baixinho uma daquelas musicas brasileiras que gosto tanto porque parece que o poema nasceu na pauta e as notas nasceram na escrita tudo na mesma alma doce. Nunca perguntes nada do que não queres saber e nem eu quero dizer e deixa que o silêncio de conseguirmos estar lado a lado sem palavras seja apenas quase perfeito e não encantador. Não assustes os pardais se perceberes que rolam seguras e umas atrás das outras em cadência ritmada aquelas gotas salgadas que pelos olhos esvaziam as certezas tristes e as outras raivas todas é reciclagem emocional e é urgente.
Fica mesmo todo aquele tempo de não te ires embora sabendo do desejo que fiques e muda de posição para que me possas prender no abraço de que quero fugir e assim fico apenas porque queres tanto que não me deixas ir. Não me digas coisas sobre olhos lindos nem me fales em berlindes da infância porque já ouvi e pior que tudo pensei por isso que era algo importante de guardar e afinal ninguém que eu recorde guarda hoje bolas de vidro nos bolsos dos sonhos. Deixa isso de olhar nos olhos e olhar o corpo e olhar a alma que se exibe nessas portas abertas ao mundo e fica cego da minha presença sentindo com a pele na pele o calor que nasce de estarmos já tão colados ao mesmo espaço que quase deixa de existir.
E beija-me tanto tempo.

04/06/2007

gaja sim, da topázio de vez em quando

não sou de lugar nenhum, cada vez menos, já nem deste tempo sou
mas gaja sou!

Eu ca "na" Espanha!!!

Pois e... primeiro que tudo, as minhas desculpas pela falta de acentos, mas os teclados espanhois nao tem muitos dos nossos caracteres...

Depois deixem-me que vos diga que este nosso novo blog esta muito fashion! Identifiquei-me logo com a primeira imagem. Muita gira...

Venho dar uma voktinha de uma semanita e ha logo novidades... pelo menos no blog!!! Por aqui tudo bem, chegou o calor... e temos aproveitado muito!

Quero so mandar um "besito" a todos os que nos visitam em geral e as mulheres em particular.

Procuro

Perdi o meu amigo Anónimo este fim de semana.

Oferecem-se alvíssaras a quem o encontrar.

Uma expresão que nunca mais ouvi....

Qual foi mesmo a ultima vez que me vieste aos lábios?


A parte do "vieste" fica ali bem. Ali ao pé dos lábios. Tem tudo a ver...
Mas também podemos dizer " Já tenho saudades de me vires ao lábios". Desta também gosto. A parte do "de me vires" também me encanta. Vou meter esta em destaque que é a que mais gosto e aproveito e vou usar como pergunta.

Ei.. tu aí!!! Ouve lá uma coisa: Já tenho saudadades de me vires ao lábios. Quando voltas hum?

SMS

temos este mau habito: ou terminamos uma conversa á bofetada ou então se não acaba a mal...nunca acaba.

não acaba porque tu nunca vais conseguir desfazer o nó que nos une as gargantas...

(silêncio)

Não podemos esquecer duas palavras que quase já ninguem diz

Cabrona e Bica

Exemplos de frases:

- Anda cá minha cabrona!

- Como é Zé, vamos beber a bica?

03/06/2007

Lembrei-me agora de um génio da escrita...

Senhores e Senhoras,

Pedro Guimarães.

Bem vinda Isabel

Que este blog te faça rir tanto quanto me faz a mim... Que acima de tudo te divirtas bastante e só te desejo que consigas arranjar um Anónimo que te deixe o Ego pralá de Cabul. Que continues a achar, tal e qual como eu, que o truque está na entrega, e que este blog seja uma maneira de nos deliciarmos com aquilo que tu pensas. Sim. Porque para mim tu pensas muito bem e pelo que sei, escreves ainda melhor.

mensagens

- Estou cheia de medo do avião.

- Não tenhas. Nem os terroristas se atreveriam a meter-se contigo.

- Pois não querido. Fiquei mais aliviada. Obrigada.

Delicia

"Reservei só um quarto para termos mais tempo para falar… "

Amigo Anónimo

Vou-me deitar exactamente assim...

O que me dava agora um jeitão chegar a casa e ter aqui um gajo só

para me massajar os pés.

Hoje faz anos o nosso amigo da topázio

Luís Moreira.

Pelas minhas contas faz 34 anos.
E nunca mais o vi. Não sei se casou, se já tem rebentos, se continua com o cabelo comprido, se namora a mesma Senhora, se ainda vive lá na terra que não sei o nome e se é ou não feliz.
É que não faço mesmo a minima ideia.
De qualquer forma: Parabéns Luís.

Apetece-me muito...

saber quem é o meu amigo anónimo.

Deu-me esta vontade agorinha mesmo quando passam 3 mn das 3h da manhã.
Cada doido com a sua mania.

02/06/2007

mensagens

- Se eu fosse para o próximo fim de semana para Barcelona com um desconhecido, acharias que era a maior loucura da minha vida?

- Não. Vai! E se não fores avisa-me que vou eu. Confio plenamente no teu bom gosto.

- Obrigada querida.

Hoje vou sair assim...


e vou com ELAS...

Cursos de Cabras

Estão abertas as incrições para o Curso de Cabras a realizar ainda este ano, no Algarve.

A curso de cobardolas também dava jeito. Alguém tem formação a este nivel?

Para Ti

Minha querida,

Ontem não gostei nada do que vi. E tens toda a razão. Além dos problemas que a avaliação imposta pelo governo implica nas relações entre os trabalhadores, este país está com outro problema (que a meu ver é mais greve), que é a malta que nada tem para fazer e sem vida própria e darem as horas da sua vida a chatear os outros. É um problema grave que está incluído na crise de valores que atravessamos e que temos que lidar com ele quase todos os dias. Li numa revista que este género está a proliferar por todo o lado e normalmente é malta feia que apregoa a moralidade como quem come um chocolate, normalmente por serem mal fodidas têm o sonho de possuírem um toiro de cobrição.
Para as habitantes deste universo de gente falhada, a inveja mata, mais do que isso, mói quem é alvo deste mal do mundo. O destino social é fodido, sobretudo quando não encaixamos naquilo que a malta tinha como objectivo e a mim, estas safardanas só conseguem subir-me o ego e fazer-me sentir maravilhosamente bem.
Como dizia a minha querida Avó: Quem pode pode, não pretende!!!
E tu podes… Tu sabes.
Gosto de ti.

Hoje é dia de Festa

Parabéns Susana.

01/06/2007

Já não vou ao ginásio há uns dias e aposto que o Filipe está cheio de

saudaditas.
E a minha amiga Joana vai perguntar: E como sabes?

Ah pois é. A minha irmã, ontem, disse-me que ele tinha perguntado por mim e se eu tinha desistido. Ela respondeu que não, que andava sem tempo mas que ia voltar. E ele ficou com um sorriso de lés a lés. Esta parte a minha irmã não me disse eu é que apostava que sim.

E tu minha querida Joana? Achas o mesmo que eu não é?

Nota: ando a precisar de incentivos para continuar a ardua estrada que é uma dieta de queijos frescos e requeijoes e mais queijos frescos e mais nada.

Nota2: É hilariante mas raramente faço asneiras. Há uns dias jurei a mim mesma que a próxima asneira com açucar que ia fazer seria no casamento da Cláudia e do Joaquim. Passado uns 15 fui meter gasolina e nas bombas comrpei um CRUNCH.

Qual orgasmo... qual quê...

Se o meu amigo anónimo continuar a escrever eu vou ficar assim



Mas se o MEU AMIGO ANÓNIMO me deixar de escrever, eu vou ficar assim:

Quando o Tio Luís começar a cantar a malta vai ficar toda assim....

Dia da criança



Aposto que quando chegar a casa vou ter uma prenda da minha Mãe.

Para o anónimo que só sabe escrever "Fufas"



além de seres um caso terminal de retardamento mental tens a particularidade de fazeres do teu retardamento um caso raro de estupidez ao retardador!
Mas alegra-te. Já vi montes de merda com pior aspecto.

Que bom...Pum Pum Pum... É sexta.feira e ...

hoje vai haver karaoke no parquer verde (Irish Pub)e eu vou ver e ouvir o Tio Luís cantar: "Na cabana junto à Praia" do não menos conhecido José Cid.
Momento claramente único na vida de quem o ouve.
Eu vou lá estar e tu?