20/10/2008

o meu sentido estetico é mesmo mau

ou há quem ache que o Herman José se veste bem?

não pode...

7 comentários:

Marta disse...

O Herman brinca com o que veste. Diverte-se ! Já o vi de fato escuro e gravata branca na inauguração do Casino Lisboa, de smoking Alexander McQueen nuns Globos, de toilette "blink blink" Dino Alves no Chamar a Musica, de jeans Dsquared e camisa Paul Smith na Bica, de Lucien Pellat-Finet no Portugal Fashion em Paris, de vison preto Fendi em NYC, de T shirt e calções Ed Hardy na Marina de Vilamoura... Tens de nos explicar, de que versão é que não gostas. Eu gosto de todas.

Anónimo disse...

As marcas não são sinonimo de bom gosto. O Miguel Esteves Cardoso, nas suas crónicas, apelida pessoas com esse tipo de conceito como labrega e eu concordo literalmente com ele. não te quero chamar labrega mas sabendo desse históico todo das roupas que o Herman usou no dia x, chamar-te-ei de quê?

Marta disse...

Podes chamar-me o que sou: consultora e produtora de moda há quase 20 anos, e co-editora de uma revista da especialidade ! :-) (nenhuma das toilettes do Herman tem a etiqueta virada para fora - limitei-me a responder a uma pergunta da bloguista sobre um assunto que domino)

Anónimo disse...

Mas o que diz nao invalida que nao se possa achar a roupa horrivel e mesmo assim ter optimo sentido estetico. Pode haver pessoas que gostem e outras que detestem e a justificativa que dá ( porque veste o estilista X ou Y) não faz sentido nenhum, uma vez que se todos gostassemos dos mesmos estilista nao haveria a diversidade que há. Deve haver por ai algumas consulatoras de moda que nao gostam da forma como o Herman se veste. Eu por exemplo nao desgosto. Opiniões.

Anónimo disse...

BICHONA!

Lua disse...

Eu frisei no titulo do post que posso ter um sentido estetico dubio para muita gente mas eu particularmente acho aquelas roupas pavorosas já não falando do que calça. Mas isso sou eu... no campo da moda eu nao devia ter evoluido... ou então eu é que tenho razão e o gajo tá mesmo parolo... começando por aquele loiro que nunca gostei. mas como digo, é talvez o meu gosto pessoal que nao ande na melhor fase.
Mas também nao sao as marcas que ele usa que me convencem que tenho mau gosto mas a opinião da marta com tamanho curriculo na moda me possa convencer que tenho que evoluir a este nivel...

Outubro 21, 2008 10:04 PM

Francisco M disse...

A criticas a Herman so me dá para responder o seguinte:(visto achar que muito doq ue se diz sobre ele vai para lá de nao gostar artisticamente)

Em 1988, depois de ver censurado o seu Humor de Perdição, ele optou pela via facil (sem no entanto perder a coluna - lembro que o MP ofereceu-lhe o arquivamento da acusaçao Casa Pia a troco de 10 000 Euros, que ele recusou liminarmente - quem não deve não teme). Mas optou nitidamente pela via fácil. E hoje, à sombra do seu Ferretti 680 de 2.2 milhões de Euros (cais O da marina de Vilamoura), dos seus 600 mq no edificio Vilamarina, dos seus 2 apartamentos na Heron Castilho, dos seus 6 hectares em Azeitão, do seu T4 na 55ª em NYC, e do seu teatro Tivoli (6 milhões de Euros de investimento), está-se a borrifar para o publico. Vomita as piadas que entende, a tinta para o cabelo que muito bem lhe aptece, os cintos “Poison Angel” que traz do Harvey Nichols, e ainda se dá ao luxo de inventar uma amiga supostamente colorida para as fotos (Rolanda Costa) que é hospedeira do avião privado Netjets (Gulfstream GV) que utiiza para as suas deslocações mensais. Pessoalmente já lhe perdi o respeito artistico, mas não deixo de me espantar com a sua capacidade de sobreviver, de irritar, de provocar. Até os seus 700 000 espectadores da Roda, (o Preço e os Morangos têm 900 000) estão bem longe dos 400 000 que a SIC tinha nesse horário antes da sua estreia. Ainda não é desta que temos a alegria de ir ao seu enterro. Pode ser que espete o seu Z8 de 400 cavalos contra um camião TIR para ver se a gente descansa em paz.