25/10/2007

Bigodes e autocarros

Tenho uma antipatia declarada por bigodes. Odeio! Abomino até. É uma aberração estética, tapa umas das partes mais sensuais dos homens que são os lábios, adquirem com alguma regularidade sujidades e são absolutamente desnecessários. Eu nunca na vida era capaz de beijar um gajo com bigode e até a palavra "BI GO DE" me incomoda e faz-me cocegas. Chego ao ponto de evitar cumprimentar pessoas que conheço só para não sentir aquele pelo tremendamente horrível a tocar-me na pele.

Outra coisa que me incomoda são autocarros. Mas só de manhã. Sempre preferi ir a pé para qualquer lado do que ir de autocarro. Não tem nada a ver com a comodidade do bicho. Não! O que me incomoda nos autocarros, logo de manhã são as caras das pessoas. Eu de manhã sou particularmente rabujenta. Acho que não havia de haver manhãs e sou apologista que as pessoas só deveriam ir trabalhar a partir da hora que acordassem, sendo certo, que teriam que cumprir as horas de trabalho. Mas estava a escrever, que aquilo que odeio nos autocarros de manhã são nem mais nem menos que ver caras trombudas e mal lavadas (com o cabelo marcado da almofada) como também não suporto gente bem acordada e sorridente como se ir trabalhar fosse do melhor que uma pessoa pode fazer.

Hoje só me apetece falar do que não gosto. Há dias assim...

3 comentários:

Aleisa disse...

Eu não gosto de autocarros a hora nenhuma, de facto não gosto...
Agora bigodes... Tenho um fetiche por bigodes... uma coisa que, definitivamente, me ultrapassa...

nix disse...

...e o do Sr. Amilcar... ui ui

Lua. disse...

Bem.. esse bigode é um vomito! um nojo! É dos piores que há. Eu acho!