30/09/2007

C

É preciso uma força gigantesca para não correr para os teus braços e hoje só me posso render à evidência da injustiça de não te poder tocar...

Morria por ti, se pudesse...

2 comentários:

Anónimo disse...

Lua,

O título é simbólico, ou é o que estou a pensar?

Lua. disse...

Acho que é o que estás a pensar. :)